1. Apresentação:

Este é o blog do TRANSITS, um projeto sobre migrações internacionais, cultura material e vida quotidiana.  A equipa do TRANSITS irá utilizá-lo para destacar e divulgar descobertas científicas e resultados do projeto, além de informações, eventos e publicações relevantes, relacionadas aos temas em estudo.

Portugal é um contexto interessante para abordar as circulações contemporâneas de pessoas. Como resultado da última crise económica mundial, o país experenciou na última década, e continua a experienciar no presente, movimentos populacionais consideráveis. O aumento nas saídas de longo prazo de pessoas de diferentes origens sociais, é contrabalançado por menos numerosas, porém significativas, chegadas, resultantes mecanismos de atração recentes [1] e antigos [2]. As circulações de hoje levantam novas questões de governança [3] que precisam ser abordadas de forma integrada, de modo a descrever e analisar os aspectos (frequentemente) contraditórios deste contexto específico de migração.

TRANSITS, aborda movimentos específicos de e para Portugal através do estudo das suas dimensões materiais, investigando como e em que medida a cultura material e práticas de consumo estão implicadas nas expectativas, imaginários e experiências dos atuais movimentos de pessoas de e para quatro grandes cidades: Berlin, Lisbon, Luanda and Sydney.

O TRANSITS, baseia-se na experiência adquirida em pesquisas anteriores (Travessias do Atlântico). O projeto utiliza uma metodologia mista que compreende métodos de pesquisa extensiva (quantitativa e qualitativa) e etnografia, promovendo uma abordagem original às pouco exploradas intersecções entre movimento e materialidade no atual contexto de instabilidade económica e emergência de novas tendências nas relações globais de poder.

2. Objetivos

TRANSITS, baseia-se no potencial da cultura material para: a) investigar novas dimensões no quotidiano dos migrantes e confrontar a sua diversidade em termos de expectativas, rotas, destinos, temporalidades e resultados; e b) esclarecer como, em que medida e com que consequências as circulações de pessoas e objectos alimentam, impulsionam e têm impacto umas nas outras.

O TRANSITS, procura respostas para as seguintes questões:

a) Como caraterizar os fluxos de pessoas e objetos, as suas interseções e lógicas de diferenciação?

b) Como funciona a materialidade para produzir imaginários de movimento e avaliações das possíveis opções de destino?

c)  O que é que as práticas de consumo sobre o processo enraizamento noutros locais, as relações com os locais de origem e com os que ficaram para trás?

d) Até que ponto o projecto de vida ideal dos migrantes é tornado tangível por meio de experiências de consumo?

e) Como é que a cultura material contribui para a forma como é imaginada e experienciada a condição de migrante?

Notas:

[1] i.e. “vistos dourados”, isenções fiscais, protocolos de livre circulação.

[2] i.e. a posição geográfica, custo de vida, infraestruturas existentes.

[3] i.e. o mercado de trabalho, envelhecimento, desertificação urbana, coesão social, cidadania, estado providência.