«Mais de um milhão de pessoas chegaram à Alemanha como migrantes desde 2015, sob a política de “portas abertas” da Chanceler Angela Merkel.»

Mas as políticas migratórias defendidas por Merkle tornaram-na impopular junto dos mais conservadores, e junto da cada vez mais poderosa extrema-direita, tanto na Alemanha como na União Europeia.

Em vésperas da eleição da sucessão de Angela Merkle no seu partido, que irá disputar as eleiçõe de 2021, a Reuters publicou no seu site de fotojornalismo, The Wider Image, uma reportagem que conta a história de três migrantes em Berlim: Ali Mohammad Rezaie do Afganistão, Haidar Darwish da Síria e Joseph Saliba, da Síria.

São histórias dos seus percursos de integração na cidade de Berlim.

Leia aqui! (em inglês)

16 AUG 2018. BERLIN, GERMANY. REUTERS/FABRIZIO BENSCH